segunda-feira, 27 de julho de 2015

240 - Vira-latas (3)

Gente, que maldade. Pensei que tinha programado essa tirinha para ser postada durante o tempo que estive ocupada com a dissertação, mas parece que não fiz as coisas direito.

A próxima já está pronta, posto essa semana ainda. :3

Pelo menos, Lucy não foi tão manipuladora assim.
Se não quer ser abraçado, não seja fofo, Vlad.
---------
L: Obrigada por me emprestar seu cachorrinho pra eu abraçar, Vlad.
V: Se esse lugar é tão ruim, por que você trabalha aqui?
L: Ah, Vlad, aqui não era assim antes. O problema é que não param de aparecer mais bichos e não temos coragem de deixá-los na rua.
L: Só conseguimos ajudar uns 30 bichos. No início, conseguíamos mandar os extras para casas e outros abrigos.
L: Mas pessoas começaram a abandonar ninhadas inteiras de filhotes aqui, e começamos a ficar superlotados e cheios de dívidas.
L: Foi aí que começaram as mortes. Se eu parar de voluntariar aqui, as dívidas só vão piorar e mais bichos ainda vão morrer.
V: Eu posso doar um dinheiro todo mês para ajudar vocês com as dívidas, mas se souber que mataram outro bicho, eu faço questão de sacrificar cada um de vocês pessoalmente.
(Lucy abraça Vlad)
V: Você está encostando em mim. Por que você está encostando em mim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta que nem gente, que o Vlad tá de olho!