quarta-feira, 22 de outubro de 2014

228 - O Clube de Domingo (Final)

Eu sei que você está se perguntando cadê o Boris. Semana que vem teremos um epílogo para encerrar esse arco de uma vez por todas.


Surpreendentemente, houve mais de uma reunião do Clube de Domingo com portais aleatórios surgindo no meio do salão.
Bram não está brincando. Já tiveram festas do Clube beeem mais agitadas que isso.

-----------------
V: O que aconteceu com você? Parece que você foi atropelado.
B: Quase. Foi a festa. *Inspira* O pai do Henry surtou e fugiu. a maior parte dos adultos foi atrás. Daí, o Isidore e a Shirley brigaram e isso deixou o Henry nervoso e fez ele transformar também. A Eva ficou assustada e começou a atirar feito louca. Tive que parar a luta e fazer a Victoria acalmar a Eva. O Boris me ajudou a imobilizar o Hyde pra injetarmos o remédio. A pior parte foi que, como somos os anfitriões, minha família e eu tivemos que limpar toda a bagunça depois.
B: Em resumo, foi uma festa sem nada especial, graças a Deus.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

227 - O Clube de Domingo (12)

Amigos instantâneos!

Isso nem vai causar problemas mais tarde.

-------------------
Br: Sou muito fã do seu ancestral. Ele caçava vampiros com facas! Vocês ainda treinam a técnica?
L: Ah, não.
L: A gente saiu da associação há muito tempo, mas o Bram me treinou usando a técnica de condicionamento da família dele.
Br: A gente veio pra Inglaterra exatamente por causa desse treinamento. Se você quiser, te ensino algumas coisas. Você parece durona.
L: Hum, acho melhor eu te levar logo pra casa do Bram. É só atravessar a cerca.
Br: Psiu, Srta. Bathory. Tem alguma coisa entre a Lucy e o Van Helsing? Não quer deixar ele... aborrecido.
Bs: Em resumo? A Lucy não gosta dele, mas eu sim. Me ajuda com ela e eu te livro dele.
Br: Negócio fechado!

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

226 - O Clube de Domingo (11)

Só mais três tirinhas até o fim desse arco. Após ele, o drama nos aguarda. O DRAMA!

Oooooooh, Lucy ganhou um fã!

---------
L: Isso que você tá segurando é uma alabarda, não é? Mas ela é tão pequena!
Br: Que olho você tem! Ela não é de verdade. além de caçar vampiros, meu pai faz uns bicos de ator em feiras renascentistas e de figurante de filme de época, e eu costumo ir com ele.
Br: Além disso, é melhor treinar com ela pra quando eu for usar a arma verdadeira.
Aliás, queira me perdoar a falta de educação, mas acho que não nos apresentamos, senhorita.
L: É verdade! Sou Lucy Harker.
Br: Harker?! AIMEUDEUSAIMEUDEUSAIMEUDEEEEEEEEEUS!

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

224 & 225 - O Clube de Domingo (9) e (10)

Como semana passada não deu pra postar (eu tava corrigindo montes de provas), essa semana tem atualização dupla. :) Conheçam o garoto misterioso que estava falando com a Lucy e com a Bessie:

Caçador inexperiente *detected*.
Vordenburg é o nome de um dos caçadores que aparecem no livro Carmilla. "Mircalla Karnstein" era o nome verdadeiro da garota. Agora, deixem de ser incultos e vão ler uns livros do século XIX, garotada!

Não seja o cara que fala em friendzone.
Nada é mais destrutivo que um cara que fala em "friendzone".

-------------
Tirinha 1:
Br: Vocês poderiam me dizer qual das duas é a casa dos Van Helsing? Elas são iguais!
Bs: E quem é você?
Br: Meu nome é Boris Vordenburg, filho do Barão Vordenburg e caçador de vampiros em treinamento.
Bs: E eu sou Elizabeth Báthory II.
Br: Quem?
Bs: Filha de Mircalla Karnstein.
Br: Isso vai ser embaraçoso.

Tirinha 2:
Br: Peço imensas desculpas, Srta. Báthory. Asseguro a você que essa rivalidade sem sentido entre nossas famílias morreu ano passado com o meu avô. Mil desculpas por ele ter mandado aquilo quando você nasceu. Meu pai e eu não aprovamos.
Br: Nós continuamos na Sociedade dos Caçadores porque ela paga bem, e Deus sabe que precisamos do dinheiro. Essa é a primeira vez que conseguimos ir a uma reunião do Clube de Domingo. Quando o vovô era vivo, todo dinheiro que sobrava ia pros remédios dele.
Br: Além disso, nem meu pai e nem eu queremos ser os caras que tem que vingar o fato de seu ancestral ter sido posto na friendzone por uma vampira. Nós temos alguma dignidade.
L: Sabe, Bessie, eu gosto dele. Vamos ali fora.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

223 - O Clube de Domingo (8)

Oies! Tirinha nova e personagem novo!

O Jekyll sempre fica fofo.

--------------------
Bs: Lucy. você ainda gosta do Vlad?
L: Gosto, mas duvido que vamos ficar juntos por enquanto.
Bs: Bom, tá cheio de garotos aqui hoje.
L: É, mas nenhum deles é bom pra namoro. O Watson é legal, mas ele é da Shirley.
S: MEU!
L: Jekyll não gosta de meninas. Todo mundo sabe disso, menos ele.
L: Fausto é o pior tipo de hipster. Ele tem até um cachecol pretensioso.
L: Isidore Lupin é bonitçao, mas vive pregando peças.
L: Os outros membros do clube ou são muito velhos ou muito novos pra mim.
???: Ei, senhoritas, podem me ajudar?

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

222 - O Clube de Domingo (7)

Não reparem na falta de logo. Essa tirinha ficou enorme e o logo que eu tenho ficou proporcionalmente minúsculo. Vou adaptar um logo grandão que tenho aqui pra caber nessa tirinha, mas não agora.

Ser mãe não é fácil.
Sim, o cabelo da Eva é de metal.

------------------
L: Ai, que linda sua arte em unha, Alice. Muito obrigada, adorei os coelhinhos.
E: Eu queria tanto que ela fizesse arte nas minhas unhas, mas o problema é que não tenho unhas,
L: Do que você está falando, Eva? Eu queria ter o corpo todo de metal que nem você!
A: Sim! Posso fazer arte na parte do corpo que você quiser, o esmalte prende!
E: Ai, obrigada, Alice. Ficou superlindo.
A: Não foi nada!
E: Fiquei bonita, mamãe?
Vc: Claro que sim, querida.
Vc (labial): Obrigada, Lucy.
L (labial): De nada.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

221(b) - O Clube de Domingo (6)

Oiiii, amores! Desculpem os pequenos atrasos e a falta de post sobre a Bienal de São Paulo até o momento, foi uma semana BEM agitada.

Vou postar a tirinha primeiro, mas fiquem porque vai ter bolo! Mais ou menos! Vocês entenderam!

E a casa do Bram é imensa. Eles só moram lá porque o bisavô do Bram comprou quase de graça. O motivo? A casa é mal-assombrada pra caramba, claro.

Vlad também leu todos os livros de Nárnia.
...Eu não planejei pra essa ser a tirinha 221. O universo é uma coisa maravilhosa.

Agora, a Bienal.

Visitar a Bienal de São Paulo foi uma daquelas coisas que faz bem pra alma. Voltei com dois livros novos, um kindle touch lindo e maravilhoso, sexy e gostosão, um dime americano do Tio Patinhas (minha própria moedinha nº 1!) e sementes de claustrofobia e agorafobia misturadas, se isso for possível.

O evento em si é cheio e apertado e eu quase tive um treco com AQUELE MONTE DE SERES HUMANOS EM VOLTA DE MIM, mas tudo vale a pena pela companhia. São arrobas demais pra citar, mas vou tentar.

@a_believe, a D. Formiga, foi minha graciosa anfitriã e seu marido namorado, @mushisan, ou Sr. Joaninha, meu guia paulista pra variar. Mas tou melhorando, dessa vez até peguei metrô sozinha. xD E fiz um amigo aleatório no metrô que me ajudou a me encontrar na gigantesca Estação da Luz. Desculpe ter esquecido seu nome, você foi muito legal. o/

Também fiz uma amiga na enorme fila de espera pra Bienal. Tentei entrar mais cedo e pegar pra ela uma senha pro Cohen, mas a fila dos professores estava terrível: pequena, mas não andava. Se ela estiver me lendo: acabou não adiantando eu ir pra lá e não pude pegar sua senha, desculpa. D:

Lá dentro, estive no lançamento dos FOFÍSSIMOS @jimanotsu e @eric_novello (Rani e o Sino da Divisão e Exorcismos, Amores e uma Dose de Blues, respectivamente - comprem antes que o Vlad apareça pra encher o saco de vocês) Graças a uma ideia de passagem do Sr. Joaninha, acabei fazendo pôster de princesas pra ele. Porque um escritor weird-pop e um escritor fantástico-noir têm tudo a ver com princesas Disney, claro.

Nessa quest, ainda teve os momentos inesquecíveis que tive com @anacarolinars, que estava de patinha quebrada pé machucado e escreveu um texto bem legal sobre acessibilidade na Bienal no blog dela, com @bschlatter, o corajoso operador da cadeira de rodas, com @apocrypha e o Terrível, que me testemunharam quase cuspir fogo com comida indiana, com a busca pelo restaurante ideal com a @Marycmuller (coincidentemente ou não, digníssima esposa do Jim desde bem recentemente), o @ldavet, que acabou com meia fogazza porque só consegui dar quatro mordidas antes de me sentir satisfeita, com a @marianasgf, uma das melhores pessoas ever com a @anadefinisterra, a @marypaixao, a @ggabbitavares, o @lucaslrocha e muitos, muitos outros que encontrei na Bienal pra um papinho rápido, mas fundamental. Esse povo é só simpatia. S2

Todos os citados, sintam-se abraçados virtualmente. Eu estava num momento super pra baixo na vida, e vocês realmente me fizeram voltar pra BH com as energias recarregadas e pronta pra luta. Vocês são nota mil com polvilho por cima.

---------------------------
B: Olha, Vlad! Shirley e Shelley Holmes acabaram de chegar na casa da Lucy. Elas vão ficar lá com os Watsons e os Lidell.
V: Não consigo ver Sherlock Holmes com filhos.
B: Elas descendem do Mycroft.
V: Pior ainda.
B: ...
V: O quê?!
B: Você leu os liiiivroooos~
V: E daí? Eu não sou analfabeto, sabe.