sexta-feira, 17 de outubro de 2014

227 - O Clube de Domingo (12)

Amigos instantâneos!

Isso nem vai causar problemas mais tarde.

-------------------
Br: Sou muito fã do seu ancestral. Ele caçava vampiros com facas! Vocês ainda treinam a técnica?
L: Ah, não.
L: A gente saiu da associação há muito tempo, mas o Bram me treinou usando a técnica de condicionamento da família dele.
Br: A gente veio pra Inglaterra exatamente por causa desse treinamento. Se você quiser, te ensino algumas coisas. Você parece durona.
L: Hum, acho melhor eu te levar logo pra casa do Bram. É só atravessar a cerca.
Br: Psiu, Srta. Bathory. Tem alguma coisa entre a Lucy e o Van Helsing? Não quer deixar ele... aborrecido.
Bs: Em resumo? A Lucy não gosta dele, mas eu sim. Me ajuda com ela e eu te livro dele.
Br: Negócio fechado!

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

226 - O Clube de Domingo (11)

Só mais três tirinhas até o fim desse arco. Após ele, o drama nos aguarda. O DRAMA!

Oooooooh, Lucy ganhou um fã!

---------
L: Isso que você tá segurando é uma alabarda, não é? Mas ela é tão pequena!
Br: Que olho você tem! Ela não é de verdade. além de caçar vampiros, meu pai faz uns bicos de ator em feiras renascentistas e de figurante de filme de época, e eu costumo ir com ele.
Br: Além disso, é melhor treinar com ela pra quando eu for usar a arma verdadeira.
Aliás, queira me perdoar a falta de educação, mas acho que não nos apresentamos, senhorita.
L: É verdade! Sou Lucy Harker.
Br: Harker?! AIMEUDEUSAIMEUDEUSAIMEUDEEEEEEEEEUS!

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

224 & 225 - O Clube de Domingo (9) e (10)

Como semana passada não deu pra postar (eu tava corrigindo montes de provas), essa semana tem atualização dupla. :) Conheçam o garoto misterioso que estava falando com a Lucy e com a Bessie:

Caçador inexperiente *detected*.
Vordenburg é o nome de um dos caçadores que aparecem no livro Carmilla. "Mircalla Karnstein" era o nome verdadeiro da garota. Agora, deixem de ser incultos e vão ler uns livros do século XIX, garotada!

Não seja o cara que fala em friendzone.
Nada é mais destrutivo que um cara que fala em "friendzone".

-------------
Tirinha 1:
Br: Vocês poderiam me dizer qual das duas é a casa dos Van Helsing? Elas são iguais!
Bs: E quem é você?
Br: Meu nome é Boris Vordenburg, filho do Barão Vordenburg e caçador de vampiros em treinamento.
Bs: E eu sou Elizabeth Báthory II.
Br: Quem?
Bs: Filha de Mircalla Karnstein.
Br: Isso vai ser embaraçoso.

Tirinha 2:
Br: Peço imensas desculpas, Srta. Báthory. Asseguro a você que essa rivalidade sem sentido entre nossas famílias morreu ano passado com o meu avô. Mil desculpas por ele ter mandado aquilo quando você nasceu. Meu pai e eu não aprovamos.
Br: Nós continuamos na Sociedade dos Caçadores porque ela paga bem, e Deus sabe que precisamos do dinheiro. Essa é a primeira vez que conseguimos ir a uma reunião do Clube de Domingo. Quando o vovô era vivo, todo dinheiro que sobrava ia pros remédios dele.
Br: Além disso, nem meu pai e nem eu queremos ser os caras que tem que vingar o fato de seu ancestral ter sido posto na friendzone por uma vampira. Nós temos alguma dignidade.
L: Sabe, Bessie, eu gosto dele. Vamos ali fora.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

223 - O Clube de Domingo (8)

Oies! Tirinha nova e personagem novo!

O Jekyll sempre fica fofo.

--------------------
Bs: Lucy. você ainda gosta do Vlad?
L: Gosto, mas duvido que vamos ficar juntos por enquanto.
Bs: Bom, tá cheio de garotos aqui hoje.
L: É, mas nenhum deles é bom pra namoro. O Watson é legal, mas ele é da Shirley.
S: MEU!
L: Jekyll não gosta de meninas. Todo mundo sabe disso, menos ele.
L: Fausto é o pior tipo de hipster. Ele tem até um cachecol pretensioso.
L: Isidore Lupin é bonitçao, mas vive pregando peças.
L: Os outros membros do clube ou são muito velhos ou muito novos pra mim.
???: Ei, senhoritas, podem me ajudar?

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

222 - O Clube de Domingo (7)

Não reparem na falta de logo. Essa tirinha ficou enorme e o logo que eu tenho ficou proporcionalmente minúsculo. Vou adaptar um logo grandão que tenho aqui pra caber nessa tirinha, mas não agora.

Ser mãe não é fácil.
Sim, o cabelo da Eva é de metal.

------------------
L: Ai, que linda sua arte em unha, Alice. Muito obrigada, adorei os coelhinhos.
E: Eu queria tanto que ela fizesse arte nas minhas unhas, mas o problema é que não tenho unhas,
L: Do que você está falando, Eva? Eu queria ter o corpo todo de metal que nem você!
A: Sim! Posso fazer arte na parte do corpo que você quiser, o esmalte prende!
E: Ai, obrigada, Alice. Ficou superlindo.
A: Não foi nada!
E: Fiquei bonita, mamãe?
Vc: Claro que sim, querida.
Vc (labial): Obrigada, Lucy.
L (labial): De nada.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

221(b) - O Clube de Domingo (6)

Oiiii, amores! Desculpem os pequenos atrasos e a falta de post sobre a Bienal de São Paulo até o momento, foi uma semana BEM agitada.

Vou postar a tirinha primeiro, mas fiquem porque vai ter bolo! Mais ou menos! Vocês entenderam!

E a casa do Bram é imensa. Eles só moram lá porque o bisavô do Bram comprou quase de graça. O motivo? A casa é mal-assombrada pra caramba, claro.

Vlad também leu todos os livros de Nárnia.
...Eu não planejei pra essa ser a tirinha 221. O universo é uma coisa maravilhosa.

Agora, a Bienal.

Visitar a Bienal de São Paulo foi uma daquelas coisas que faz bem pra alma. Voltei com dois livros novos, um kindle touch lindo e maravilhoso, sexy e gostosão, um dime americano do Tio Patinhas (minha própria moedinha nº 1!) e sementes de claustrofobia e agorafobia misturadas, se isso for possível.

O evento em si é cheio e apertado e eu quase tive um treco com AQUELE MONTE DE SERES HUMANOS EM VOLTA DE MIM, mas tudo vale a pena pela companhia. São arrobas demais pra citar, mas vou tentar.

@a_believe, a D. Formiga, foi minha graciosa anfitriã e seu marido namorado, @mushisan, ou Sr. Joaninha, meu guia paulista pra variar. Mas tou melhorando, dessa vez até peguei metrô sozinha. xD E fiz um amigo aleatório no metrô que me ajudou a me encontrar na gigantesca Estação da Luz. Desculpe ter esquecido seu nome, você foi muito legal. o/

Também fiz uma amiga na enorme fila de espera pra Bienal. Tentei entrar mais cedo e pegar pra ela uma senha pro Cohen, mas a fila dos professores estava terrível: pequena, mas não andava. Se ela estiver me lendo: acabou não adiantando eu ir pra lá e não pude pegar sua senha, desculpa. D:

Lá dentro, estive no lançamento dos FOFÍSSIMOS @jimanotsu e @eric_novello (Rani e o Sino da Divisão e Exorcismos, Amores e uma Dose de Blues, respectivamente - comprem antes que o Vlad apareça pra encher o saco de vocês) Graças a uma ideia de passagem do Sr. Joaninha, acabei fazendo pôster de princesas pra ele. Porque um escritor weird-pop e um escritor fantástico-noir têm tudo a ver com princesas Disney, claro.

Nessa quest, ainda teve os momentos inesquecíveis que tive com @anacarolinars, que estava de patinha quebrada pé machucado e escreveu um texto bem legal sobre acessibilidade na Bienal no blog dela, com @bschlatter, o corajoso operador da cadeira de rodas, com @apocrypha e o Terrível, que me testemunharam quase cuspir fogo com comida indiana, com a busca pelo restaurante ideal com a @Marycmuller (coincidentemente ou não, digníssima esposa do Jim desde bem recentemente), o @ldavet, que acabou com meia fogazza porque só consegui dar quatro mordidas antes de me sentir satisfeita, com a @marianasgf, uma das melhores pessoas ever com a @anadefinisterra, a @marypaixao, a @ggabbitavares, o @lucaslrocha e muitos, muitos outros que encontrei na Bienal pra um papinho rápido, mas fundamental. Esse povo é só simpatia. S2

Todos os citados, sintam-se abraçados virtualmente. Eu estava num momento super pra baixo na vida, e vocês realmente me fizeram voltar pra BH com as energias recarregadas e pronta pra luta. Vocês são nota mil com polvilho por cima.

---------------------------
B: Olha, Vlad! Shirley e Shelley Holmes acabaram de chegar na casa da Lucy. Elas vão ficar lá com os Watsons e os Lidell.
V: Não consigo ver Sherlock Holmes com filhos.
B: Elas descendem do Mycroft.
V: Pior ainda.
B: ...
V: O quê?!
B: Você leu os liiiivroooos~
V: E daí? Eu não sou analfabeto, sabe.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

220 - O Clube de Domingo (5)

Estive na Bienal de São Paulo nesse fim de semana. A Bienal em si é apertada e enoooorme e um bocado cansativa, mas valeu pelas pessoas legais que encontrei. :)

A tirinha de hoje, felizmente, estava pronta e não sofreu atrasos de publicação.

Bram prefere não ser dono do Vlad, então não tem que alimentar.
HA!

------------
E: Desculpa, Sr. Vampiro.
V: Por mim, beleza. Mas se tivesse acertado o cabeça de cenoura, eu te desmontava peça por peça.
E: Mamãe, tem certeza que não posso atirar nele?
Vc: Eu não saber. Brram?
B: Não, por favor, preciso dele pra fins científicos.
Vc: O dono do vampirro disse não, então é não.
E: Droga, eu tenho certeza que acertava dessa vez.
V: Dono?
B: Ha.