sexta-feira, 18 de maio de 2012

129 - O Corvo (2)

...Duas tirinhas depois dele termostrado o quanto é duro na queda, Bram sofre bullying de um animal de estimação. Juro que não o odeio. Mas esperar o que de um presente do Vlad?

Eu podia ter feito as frases do Bram rimarem. Ou eu podia levar menos de um mês pra fazer essa tirinha. Adivinhem o que escolhi?

-------------------------
B: Aí está, Edgar. A janela está aberta. Se você quiser voar e ser livre, pode sair dessa casa.
E: NUNCA MAIS!
B: Tudo bem, você pode ficar, mas essa casa tem regras e você vai ter que seguir.
E: NUNCA MAIS!
B: *suspiro* Você não mais ficar curtindo uma com a minha cara, certo?
E: CROC!
B: Ainda não sei se te amo ou te odeio, Edgar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta que nem gente, que o Vlad tá de olho!